Uncategorized

Vantagens de Estudar numa Sala de Estudos

O sonho de conquistar uma vaga no serviço público tem levado estudantes à uma mudança de hábitos. Além de ter de encontrar o melhor curso preparatório e o material de estudo mais eficiente, surge uma nova preocupação: achar o lugar mais apropriado para estudar. Em busca de um local adequado para o aprendizado, muitos concurseiros têm apostado na locação de cabines individuais de estudo. Esses locais garantem tranquilidade e silêncio, requisitos mínimos para quem estuda e se dedica para realizar provas de concursos públicos. Assim, as salas de estudos proporcionam melhor nível de concentração para àqueles que não conseguem se concentrar estudando em casa ou em bibliotecas.

Para os alunos que hoje alugam nossas bancadas de estudo, essa é a fórmula ideal para a aprovação. Ao alugar as bancadas o locatário recebe a chave da sala para ter acesso ao local sem restrições de horários, de domingo a domingo, inclusive nos feriados. Além do conforto, ainda há a segurança de deixar os materiais de estudo guardados sem ter que ficar carregando-os diariamente. O esquema de aluguel das bancadas pode ser personalizado de acordo com os horários disponíveis de cada estudante.

Confira algumas vantagens de estudar em uma sala de estudos:

 1: Fortalecimento do fator “motivação”:

Ao ter pessoas motivadas e focadas ao redor, tendemos a produzir mais. O nosso senso de competição é ativado e a vontade de alcançar os objetivos aumenta!

2: Ambiente “livre” de interferências externas:

Num ambiente adequadamente preparado você poupa esforços e não desvia sua atenção. O foco é apenas na aprovação!

3: Ambiente feito para o estudo:

Nas salas de estudos, há equipamentos adequados como: cadeiras e mesas confortáveis, cabines de estudo individual, ambiente iluminado e com temperatura agradável. Deste modo, você tem tudo que precisa num lugar só e evita custos para a criação desse ambiente em sua casa.

4: Aumento no Rendimento:

Com melhores níveis de concentração o aumento no rendimento é garantido!

5: Horários flexíveis:

As bancadas podem ser utilizadas de acordo com seus horários disponíveis, seja por turno ou com acesso irrestrito 24 horas. Você estuda nos seus melhores horários!

6: Mais adequado para pessoas naturalmente dispersas:

Existem pessoas que tem maior tendência à dispersão e que ao menor ruído ou movimentação, perdem a concentração. Para essas pessoas a tranquilidade do ambiente de estudos é um diferencial na hora da aprovação.

7: Profissionalização dos estudos

Com o aluguel de um espaço destinado apenas para o estudo cria-se um sentimento de responsabilidade e de maior comprometimento em cumprir várias horas de estudo.

Quer experimentar? Venha para nossa sala de estudos e estude um dia conosco sem pagar nada! Depois conta pra gente o que achou!

Para saber mais, visite nosso instagram @virtua_saladeestudos

virtuaofficeVantagens de Estudar numa Sala de Estudos
Leia Mais

Como formar uma parceria de sucesso

parceria

Uma das práticas mais antigas no mundo dos negócios é a parceria. Há que se abordar o significado da palavra: parceria é a reunião de indivíduos para certo fim com interesse comum. Com isso, podemos dizer que o significado da palavra parceria traduz bem o conceito de MasterMind apresentado ao mundo por Napoleon Hill em seu livro ‘A Lei do Triunfo’ em 1928. Ou seja, a união de duas ou mais mentes em torno de um mesmo objetivo, trabalhando em plena harmonia.

Feita essa breve introdução sobre o significado de parceria, vamos agora ao passo-a-passo que utilizo em meus negócios para formar parcerias de sucesso.

No processo de formação de uma parceria, antes de se iniciar qualquer abordagem, saiba que uma das leis que rege esse mundo é essa: deve existir equilíbrio entre o que se dá e o que se recebe. Trazendo para o mundo dos negócios, temos a seguinte cena: Se você paga por algo e recebe exatamente aquilo pelo qual pagou, está tudo ok, tudo equilibrado, certo? – E se você paga e não recebe, o que acontece? – Nossa geração xinga muito no twitter, fala mal nas redes sociais, reivindica seus direitos, se agrupa com outros consumidores que também não receberam aquilo pelo qual pagaram. Há um desequilíbrio claro entre as partes nessa equação. Mas, e se você ganhar a mais do que aquilo pelo qual pagou?

Quando ganhamos a mais do que aquilo pelo qual pagamos, a primeira tendência é falar bem, compartilhar a alegria e a felicidade, afinal de contas, não esperávamos por aquilo. Quando ganhamos um presente temos uma tendência natural de dizer “não precisava” antes mesmo de dizer obrigado. Isso acontece por um gatilho que o ego dispara de forma inconsciente para que uma falsa sensação de equilíbrio paire sobre sua mente. Mas, na primeira oportunidade que tivermos, daremos um presente para aquela pessoa que nos presenteou. Com isso nosso coração sente que existe um equilíbrio entre o Dar e o Receber. Podemos usar esse último fator no mundo dos negócios em nosso favor? A resposta é SIM, desde que feita com boa intenção. Explico: por se tratar de uma lei natural de causa e efeito, se você agir com o propósito de obter a contrapartida, a lei se quebra e você provavelmente ficará em desvantagem.

01 – CONHEÇA BEM O POSSÍVEL PARCEIRO

Antes de firmar parceria com uma pessoa ou empresa, conheça a fundo a pessoa, a empresa, os produtos e serviços. Veja se ao falar do trabalho do seu parceiro há entusiasmo e brilho nos olhos. Esteja certo de que seu possível parceiro realmente entrega aquilo que promete. Entre em contato com clientes e parceiros e peça para que falem de sua experiência com o trabalho do possível parceiro.

02 – NECESSIDADES E PROMESSAS

Agora que você conhece o trabalho do possível parceiro, tem entusiasmo e brilho nos olhos para falar do produto ou serviço dele para terceiros, deixe claro as suas reais necessidades. Em seguida, faça as promessas do que você pode entregar como contrapartida.

03 – PERÍODO DE EXPERIÊNCIA

Em uma das minhas conversas com minha parceira Lênia Luz do Empreendedorismo Rosa, ela me disse sobre parcerias terem um período de experiência e uma data como marco para avaliação/ajustes. Desde então tenho instituído em minhas parcerias um período de experiência e um milestone para avaliarmos em conjunto o rumo que a parceria está seguindo.

04 – FAÇA PRIMEIRO

Ao selarem o acordo e apertarem as mãos, não espere que o parceiro entregue a parte dele primeiro. Tente sempre fazer primeiro, arrumar clientes antes, entregar antes. Faça a sua parte. Caso o parceiro não consiga dar a contrapartida dele, cabe a você avaliar melhor os parceiros e a consciência tranquila de que você honrou com a sua palavra.

05 – ENTREGUE AQUILO QUE PROMETEU

O mundo pode acabar, mas antes, entregue aquilo que você prometeu. Honre com sua palavra e seus compromissos. Não há nada mais triste e desmotivador no mundo dos negócios do que além de não entregar o prometido, ainda culpar, acusar e caluniar o parceiro com o intuito de tentar justificar o não cumprimento de uma promessa. Essas ações não irão fazer seu negócio crescer ou ir mais depressa. Não seja mais um empreendedor a utilizar como estratégia principal o Bypass.

06 – A MELHOR QUALIDADE

Caso o acordo envolva a troca de serviços, faça a sua parte com a melhor qualidade possível. Faça a mais e vá além. Fazendo isso de coração, o parceiro perceberá que ganhou muito mais do que imaginava. Com isso, se ele for consciente, também entregará os seus serviços com a melhor qualidade que ele puder. Dessa forma, o parceiro terá ainda mais entusiasmo e brilho nos olhos ao falar de sua empresa.

07 – EQUILÍBRIO / GANHA-GANHA

De forma madura e transparente, quando ambos os lados deixam claro as suas necessidades, intenções e promessas, definem um período para a parceria, fazem a sua parte entregando aquilo que se prometeu, indo além, fazendo a mais e dando o seu melhor, há um equilíbrio claro na relação entre o dar e o receber, resultando assim no real termo exaustivamente debatido que chamamos de ganha-ganha.

08 – ROUND 2 – FIGHT!

Ao findar o período estabelecido previamente para a parceria, as partes devem sentar e analisar em conjunto o atendimento das necessidades e a entrega das promessas. Caso esteja indo tudo nos conformes, deve-se estabelecer um novo ciclo, com novos objetivos, metas e plano de ação. Mudam-se as necessidades e as promessas, altera-se ou não o período do novo ciclo. A diferença nesse momento é a confiança e a satisfação. É um trabalho quase Espartano desenvolver um negócio sozinho (bem sei). Chega um momento na vida de um empreendedor que as parcerias são mais do que necessárias, e é nesse momento em que você pode aplicar esse passo-a-passo. Com isso, aos poucos transformaremos o mundo dos negócios em algo mais rentável e menos predatório entre empreendedores. Juntos podemos fazer a diferença!

Aproveite e compartilhe conosco alguma parceria de sucesso que você tem ou já teve.

Fonte: Ideia de Marketing

virtuaofficeComo formar uma parceria de sucesso
Leia Mais

Crise, não. Oportunidade de criatividade, sim.

blog

Crises trazem mudanças, não necessariamente para pior. Durante a história, momentos de incerteza mostraram que a situação pode ser amenizada ou piorada e isso depende muito mais da reação de cada um do que das questões do mercado. Uma coisa é certa: só não ficou para trás quem soube encarar a crise como oportunidade para avaliar corretamente o que devia ser mudado e construiu um futuro mais seguro.

É importante destacar que em meio as ideias de negócio, o momento é de alerta. O brasileiro gosta de arriscar em tempos de crise. É o que afirma pesquisa do grupo Sage, onde empresários de pequenas e médias empresas foram questionados se estariam confortáveis em correr riscos e 61% responderam que sim. Para se ter noção, a média mundial é de 49%. A pesquisa é de 2014, mas o efeito dessa vontade se confirmou nos anos seguintes.

Em 2015, com crises em evidência, o Brasil liderou o ranking mundial de empreendedores adultos (18 e 64 anos), conforme levantamento da Global Entrepreneurship Monitor (GEM). O problema é que a pesquisa também identificou um aumento na quantidade de pessoas que empreendem por “necessidade”, o que significa na prática, que aquela pessoa não tinha outra alternativa, ao não ser usar a criatividade para ganhar dinheiro com o próprio negócio.

Não basta ter vontade de criar, tem que ter ideia

Especialistas reforçam a importância da pesquisa de mercado para guiar as ideias.  Na maioria das vezes, referências de atividades já realizadas podem servir de base. A pesquisa de mercado é uma das etapas para o planejamento.  Conforme o Sebrae, empresa que presta consultoria para empreendedores, a falta de planejamento bem executado é um dos principais motivos da falência das empresas.

A ideia pode surgir de uma nova alternativa sobre um serviço já existente. Um bom exemplo de reação à problemas na economia é o caso da chamada “crise do petróleo”, na década de 70. Na época, o petróleo era considerado o principal elemento da economia das grandes potências. Até que o mundo estremeceu quando o mercado descobriu que o petróleo é esgotável. O preço do barril sofreu um grande aumento de repente, assim como os produtos relacionados a ele. Se não fosse por esse desastre econômico, talvez não seria naquela década que o Brasil se tornaria pioneiro na produção e estudos do etanol, o álcool como uma alternativa ao petróleo.

Mais recentemente, novas iniciativas como o Über, alternativa móvel ao táxi, e o Airbnb, rede colaborativa para alugar casas de temporada em concorrência a hotéis, também se tornaram exemplos bem sucedidos de novas formas de oferecer um serviço já existente.

Não basta ter ideia, tem que ter cliente

Um estudo do IBGE concluiu em 2011 que a cada 100 empresas abertas no brasil, 48 encerram suas atividades em até três anos. A falta de clientes está entre um dos maiores motivos de falência, conforme estudo sobre o tema realizado pelo Sebrae. O problema foi citado por 29% dos empreendedores já no primeiro ano de atividade.

Ideias surgem das necessidades dos consumidores, e não é atoa que uma das profissões mais promissoras do mercado é a de analista de mercado, que estuda o comportamento do consumidor (também chamado de analista de big data). Conforme pesquisa realizada pelo Bureau of Labor Statistics, a atividade terá um aumento de 41% até 2020.

Não basta ter cliente agora, tem que ter cliente no futuro

Um dos principais motivos do desenvolvimento do álcool como combustível ter sido uma ótima reação de mercado é que a produção sustentável se tornou cada vez mais importante. Isso mostra que acompanhar as tendências é fundamental para que o serviço dure.

O mercado realiza pesquisas de tendências com margem concreta de até 10 anos, já que o mundo está em constante e exponencial mudança. Entretanto, alguns conceitos podem ser norteadores. Segundo a consultoria de marca Interbrand, alguns dos destaques que podem ser considerados para o futuro são: valorização do consumidor; transparência de gestão; evidência do caráter humanitário nas discussões sociais; diversidade de gênero, valorização do bem estar e consumo consciente.

Se a grande ideia criativa não ficar para trás em nenhuma dessas questões, just do it.

Fonte: Aperte F5

virtuaofficeCrise, não. Oportunidade de criatividade, sim.
Leia Mais

4 Vantagens de ser um empreendedor além da possibilidade de ficar rico

blog

Se eu pudesse de alguma forma voltar no tempo e escolher a minha vocação eu escolheria ser um empreendedor.

minha história de vida não foi a de um caminho direto até o empreendedorismo. É verdade que eu fiz algumas coisas ligadas ao empreendedorismo na escola, mas eu também tentei minha sorte naqueles trabalhos mais tradicionais.

De algum modo, o destino me empurrou para a vida de empreendedorismo. E eu não poderia estar mais feliz com esse desfecho.

A vida de empreendedor não é fácil, mas é uma vida boa. E há uma diferença aí. Eu já enfrentei muitos desafios, mas esses desafios me fizeram crescer e me mudaram de modos que eu jamais poderia prever.

A recompensa do empreendedorismo está muito além da pequena chance de ser muito bem sucedido e ficar rico. Lucros exorbitantes acontecem apenas para um número muito reduzido de empreendedores. No entanto, para além disso, existem muitos outros benefícios para a sua via que superam qualquer recompensa financeira.

Quais são esses benefícios?

Você está sempre aprendendo e crescendo.

Empreendedores precisam escolher entre crescer e se desenvolver ou ver os seus negócios morrerem. Não existe um empreendedor bem sucedido que não precisou mudar, crescer, aprender e se desenvolver.

Os empreendedores são o modelo mais perfeito do desenvolvimento pessoal. Se você não sabe fazer algo, você aprende.

Se você não aprender como fazer você mesmo, você aprende a contratar e liderar as pessoas capazes de executar a tarefa.

Empreendedores não se deixam vencer por obstáculos. Eles encontram uma forma de contornar o problema por algum novo ângulo. Com esse esforço e essa busca adquire-se conhecimento, mudança e desenvolvimento pessoal.

O processo de aprender torna a vida realmente rica. Quanto mais você aprende sobre o mundo, sobre os negócios, as pessoas e a mente, mais você aproveita esse mundo, seus negócios, as outras pessoas e a mente.

Não há espaço para o tédio.

Será que é possível ficar entediado, levando-se uma vida de empreendedor?

Se você olhar para os pequenos momentos, talvez. Todos nós precisamos fazer coisas que não são exatamente empolgantes; como, por exemplo, escovar os dentes.

Mas, mesmo esse momento banal de escovar os dentes reforça o meu ponto. Não há nuncaum momento entediante. A excitação da vida de empreendedor não deriva o seu entusiasmo deatividades específicas, mas sim de uma mentalidade – uma forma específica de pensar, de acreditar e de ver o mundo que destrói completamente o tédio.

Vamos pegar como exemplo o ato de escovar os dentes. Uma empreendedora pode escolher escovar os próprios dentes com a sua mão menos habilidosa. Por quê?  Para desenvolver a sua tomada de decisão, sua força de vontade e a sua criatividade. Ou, enquanto ela escova os dentes, faz um brainstorm de novas ideias para negócios, executando as contas mentalmente, ou até mesmo escuta um podcast sobre empreendedorismo.

Você talvez não esteja à procura de uma vida excitante com adrenalina sem parar. Há um limite do que você pode suportar. Mas você não gostaria de evitar a opressiva falta de propósito e direção, os trabalhos sem sentido?

Essa é a eterna recompensa da vida empresarial.

Não importa como o empreendedor gasta o seu tempo, nunca é de forma entediante. Amentalidade do empreendedor bane esse estado de espírito para o esquecimento.

Você decide o que fazer com o seu tempo.

Para mim, o tempo é mais valioso do que o dinheiro. Dinheiro vem e vai, aumenta e diminui. O tempo, no entanto, vai passando sem parar esteja você utilizando-o para algo proveitoso ou não.

Como um empreendedor, eu escolho como e onde vou gastar meu tempo. Isso, para mim, é um privilégio que faz todos os outros benefícios da vida de empreendedor serem meros acessórios. Ter tempo é a melhor das recompensas.

Ter o poder de decidir o que fazer com o próprio tempo é a maior fonte de liberdade que se pode ter. Quando eu acordo de manhã posso escrever e melhorar a minha estratégia de marketing online ou eu posso ir para a academia. A escolha é minha!

Tudo depende da sua escolha.

Vou confessar que eu realmente gosto de estar no controle.

E não, não estou falando de um desejo desajustado de controlar outras pessoas. Então de que tipo de controle estou falando?  Da habilidade de poder fazer as minhas próprias escolhas na vida.

Felizmente, eu vivo em uma parte do mundo na qual fazer as minhas próprias escolhas é um ato recompensado e permitido, não punido e reprimido.

Como resultado disso, eu posso fazer aquilo que amo: promover mudanças, produzir oportunidades, moldar indústrias e levar a tecnologia adiante.

Se eu quero que o meu negócio cresça, eu faço uma escolha e me esforço para realizá-la. Se eu quero criar uma relação com um potencial sócio, e pego o meu telefone e faço uma ligação. Se eu quero começar um novo negócio, eu posso.

Ter escolha é algo poderoso. O empreendedorismo me concede a habilidade, a autoridade e a liberdade de fazer escolhas que fazem a diferença.

Conclusão. 

Toda lista como esta deveria vir com o aviso que você está prestes a ler.

O empreendedorismo não é para todo mundo.

Claro que o empreendedorismo tem milhares de vantagens para recomendá-lo. Mas isso quer dizer que você deveria se tornar um empreendedor?

Talvez. Eu certamente dou ao empreendedorismo os meus maiores louvores e as minhas mais fortes recomendações, mas eu também reconheço que algumas pessoas talvez o odeiem tão intensamente quanto eu odiaria um trabalho corporativo.

Cabe a você decidir. E se essa liberdade de decidir te deixa empolgado, é um ótimo sinal de que, talvez, você tenha um pouco do espírito empreendedor.

Você é um empreendedor? Que tipo de benefícios para a vida esse ofício lhe trouxe?

Por Neil Patel, para Jornal do Empreendedor

virtuaoffice4 Vantagens de ser um empreendedor além da possibilidade de ficar rico
Leia Mais